16-12-2017

O Objetivos estratégicos

Linhas Estratégicas


As atividades da CCILSA norteiam-se pelas seguintes linhas estratégicas.

  1. Apoiar os seus sócios a atingirem os seus objetivos.
  2. Ver cada sócio como um cliente e como a razão de existência da CCILSA, alinhando as suas atividades e serviços de acordo com os interesses dos seus sócios.
  3. Incrementar a consciência e o interesse dos empresários e das empresas de Portugal no mercado da África do Sul  e também o interesse dos empresários e das empresas da África do Sul em Portugal.
  4. Salientar junto da opinião pública portuguesa, dos políticos portugueses e dos empresários portugueses, a importância de uma maior ligação económica, cultural e política com a África do Sul – a maior e mais desenvolvida economia de África.
  5. Salientar junto da opinião pública sul-africana, dos políticos sul-africanos e dos empresários sul-africanos, as vantagens de terem uma maior ligação económica, cultural e política com Portugal, um país de inovação e de inovadores e uma portal para o Mundo.

     

As linhas estratégicas que orientam o mandato da atual direção são:

  1. Aumentar a capacidade operacional da CCILSA.
  2. Alargar o leque de serviços da CCILSA.
  3. Aumentar o número de sócios.
  4. Reforçar a CCILSA em termos financeiros.
  5. Promover Portugal como um país de inovação e de tecnologia que pode apoiar a África do Sul nos seus desafios: i) de modernização económica (partilhando experiências, ii) de maior competitividade internacional ((reforçando as suas cadeias de valor), iii) de transformação económica e redução das desigualdades (promovendo parcerias das empresas portuguesas com empresas locais sul-africanas).
  6. Promover a África do Sul em Portugal como um país: i) inerentemente estável apesar das suas tensões políticas (por ter uma economia bem desenvolvida, instituições fortes e uma sociedade civil interventiva), ii) de importância estratégica e de negócio para as empresas portuguesas (dada a dimensão do seu mercado e a suas relações com o resto de África e o relacionamento crescemente mais integrado com Angola e Moçambique).

 

Princípios Orientadores

Ser Financeiramente Viável.
A CCILSA deve ser uma estrutura financeira capaz de assegurar a autosustentação da CCILSA e de capaz de assegurar capacidade operacional para servir adequadamente os seus sócios, i.e. clientes.

Uma CCILSA Virada para o Negócio dos seus Sócios.
Mais do que uma entidade de índole social ou representativa, a CCILSA serve ativamente os interesses dos seus associados, isto é, está focada no network, na interajuda, na abertura de portas, na promoção ativa de negócio.

Um Postura Inclusiva e Colaborativa.
A CCILSA colabora e constroe pontes com outras entidades relevantes, atuando em articulação com a AICEP – Portal Global e o DTI – Department of Trade and Industry e as Embaixadas dos dois países, e colabora ativamente com outras associações.

Ter um Conselho Executivo Equilibrado e Ativo.
Os Órgãos Sociais devem representar os associados da África do Sul e de Portugal de forma equilibrada.

Fale Connosco

Para saber como a nossa equipa pode ajudar a sua organização a atingir os resultados pretendidos

Contacte-nos >  

Câmara do Comércio e Indústria Luso-Sul Africana

Fundada em 1980
Sem fins Lucrativos
Registada em Portugal e África do Sul

Email:

Info@ccilsa.org

Tlf:

+351 213 833 090